Cultivo do Cajueiro

Profundidade

Um solo para ser considerado bom para o cajueiro deve ser profundo, ou seja, o substrato rochoso ou outro impedimento qualquer se situa abaixo de 200cm. Solos com impedimento a uma profundidade de até 150cm não são recomendados ou têm indicação de uso restrito.

Textura

São considerados regulares para o cajueiro os solos que até à profundidade de 200cm apresentem, na maior parte do perfil, textura areia-franca ou franco-arenosa com menos de 15% de argila; e até à profundidade de 150cm ocorram horizontes ou camadas em que a quantidade de argila é igual ou maior do que 15% e não ultrapassa a 40%; ou ainda, apresentem nesta profundidade uma das texturas seguintes: franco-argilo-siltosa, franco-siltosa ou silte.

Drenagem

São considerados aptos os solos bem drenados e acentuadamente drenados; e inadequados ou de uso restrito aqueles excessivamente ou imperfeitamente drenados.

Fertilidade

Os solos mais adequados são aqueles com boa reserva de nutrientes e que não apresentem toxidez por alumínio, outros elementos prejudiciais ou mesmo sais solúveis, devendo apresentar um valor mínimo de 25% para a saturação de bases (V) e capacidade de troca de cátions (T) maior do que 8 mE/100g de solo. Solos com pouca reserva de nutrientes, V menor do que 10%, T abaixo de 4 mE/100g de solo e toxidez por alumínio, sais solúveis ou outros elementos são considerados inaptos ou de uso restrito. Os solos enquadrados como regulares em relação à textura; os moderadamente ou fortemente drenados; e os com valores de V e T situados no intervalo entre os valores para os solos adequados e os inaptos também poderão ser utilizados no cultivo do cajueiro, desde que outras condições de clima, infra-estrutura da propriedade e mercado sejam favoráveis.